Notícia

Berço Baby Langer ameaçado de fechamento?

Berço Baby Langer ameaçado de fechamento?



We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

Por se recusar a tirar o véu para o trabalho, Fátima, uma funcionária do berçário Baby Loup, foi demitida por má conduta em 2008. Depois disso, ela atacou a associação por demissão injusta e reivindica 80.000 euros danos. Um arquivo quente examinado ontem pelos tribunais trabalhistas de Mantes-la-Jolie. (Notícias de 11/09/10)

Fundada em 1992, a creche Baby Loup é única na França: aberta 7 dias por semana e 24 horas por dia, atende às necessidades de mães solteiras que têm escalonadas horas e ajuda a emancipação das mulheres através da integração profissional . Uma estrutura associativa em pleno tormento: após a queixa de uma ex-funcionária que queria trabalhar velada, ela foi ontem aos tribunais trabalhistas de Mantes-la-Jolie.

Licenciado para conduta imprópria grave

  • Em dezembro de 2008depois de duas licenças parentais, Fátima, que trabalha na creche há mais de 10 anos e se beneficiou do programa de integração, voltou ao trabalho, mas agora exige o uso do véu. Impossível, responde o diretor da escola, invocando o regulamento interno "obrigação de respeitar uma neutralidade denominacional, filosófica e política". Após vários meses de conflito, Fátima é demitida por falta grave. Decide levar o caso à Tribunais e alertar o Halde, o que lhe dá razão.
  • O ex-funcionário reivindica 80.000 euros danos, uma quantia pesada demais para o berçário que, se fosse condenado, seria obrigado a fechar suas portas.

Elisabeth Badinter apoia Baby Wolf

  • Enquanto o julgamento antes das próximas semanas, ouvir-se-á voz em apoio à creche: Elisabeth Badinter, madrinha da associação criada contra essa possível condenação e Jeannette Bougrab, nova presidente da Halde, negou a decisão de sua antecessor e prometeu abrir o arquivo novamente.
  • Manuel VallsPS e prefeito de Evry, entretanto, tiveram a idéia de um projeto de lei que proíbe "o uso de símbolos religiosos distintos onde há crianças".

Em novembro de 2009, o berçário da Baby Loup recebeu o Prêmio de Melhor em Destaque para Mulheres.

Stéphanie Letellier